Biotério

Central Vivarium - Technical Unit

Apresentação

O Biotério Central é uma unidade integrante da estrutura organizacional vinculada ao Instituto de Biociências da Fundação Universidade Federal do Mato Grosso do Sul e tem como objetivo produzir e fornecer animais de laboratório com qualidade genética e sanitária para atender as atividades e/ou projetos de ensino, pesquisa e extensão, dar suporte técnico e operacional às atividades envolvendo a utilização desses animais na Instituição.

 

Linhagens produzidas:

Rattus norvegicus/ Linhagem Wistar: Modelo heterogênico (outbred) frequentemente utilizado como modelo de toxicologia, pesquisa biomédica em geral e estudos de comportamento.

Mus musculus/ Linhagem Swiss: Camundongos heterogênicos (outbred) utilizados em pesquisas biomédicas, principalmente em farmacologia.

Mus musculus/ Linhagem BALB/c: Camundongos isogênicos (inbred) utilizados principalmente em imunologia, produção de anticorpo monoclonal, farmacologia e toxicologia.

Mus musculus/ Linhagem BLACK C 57 BL/6: Camundongos isogênicos (inbred) utilizados como modelo para imunologia, toxicologia e oncologia. Também utilizado como background para camundongos transgênicos e mutantes.

Mus musculus/ Linhagem Hairless (HRS/J): Mutante espontâneo da linhagem BALB/c mantido como colônia inbred. Modelo utilizado principalmente em dermatologia e oncologia.

Mesocricetus auratus/ Linhagem GOLDEN: Modelo de estudos em oncologia, parasitologia, microbiologia, virologia e cardiologia.

Meriones unguiculatus: Utilizado como modelo para oncologia, parasitologia e neurofisiologia.

Monodelphis domestica: Gambás de laboratório utilizados como modelo para hipercolerestemia, imunologia e oncologia. Utilizados em pesquisas com Trypanossoma cruzi.

 

Equipe

  • Adriana Alves Pio – Funcionária Terceirizada – Empresa Plansul
  • Adriana Conceicon Guercio – Técnico de Laboratório/Área
  • Amanda Godoi Navarezi – Técnico de Laboratório/Área
  • Breno Leite Neto – Técnico de Laboratório/Área
  • Carlos Roberto Rosi – Auxiliar em Administração
  • Gediedson Ribeiro de Araújo – Médico Veterinário / Responsável Técnico – Área de Experimentação
  • Kelvin Gustavo Gavilan de Oliveira – Funcionário Terceirizado – Empresa Guatós
  • Kely Cristina Neves dos Santos – Técnico de Laboratório/Área
  • Maria Paula Ferreira Fialho Frazilio – Médica Veterinária / Responsável Técnica – Área de Criação
  • Maria Donizeti Felix Rocha – Servente de Limpeza
  • Renan da Silva Olivier – Técnico de Laboratório/Área
  • Renata Lucichi Scapolatempo – Técnico de Laboratório/Área
  • Rosalina Aparecida Ferreira de Rezende – Técnica em Laboratório/ Biotério
  • Rosangela Rocha Matos – Funcionária Terceirizada – Empresa Plansul
  • Tamirys de Oliveira Gonçalves – Funcionária Terceirizada – Empresa Plansul
  • Telma Bazzano da Silva – Bióloga / Chefe do Biotério

Horário de Atendimento:

Segunda a sexta-feira de 07:00 às 11:00 h e 13:00 às 17:00h

Contato:

(67) 3345-3540 ou 3642

email: bioterio.inbio@ufms.br

Av. Senador Filinto Muller, 1555

Vila Ipiranga

CEP: 79070-900

Campo Grande – MS


Notícias – Biotério


Biotério da UFMS é selecionado para compor Rede Nacional de Produção de Animais

O Biotério Central da UFMS, vinculado ao Instituto de Biociências (Inbio) na Cidade Universitária, foi a única estrutura laboratorial do Centro-Oeste, selecionada para se associar à Rede Nacional de Biotérios de Produção de Animais para Fins Científicos, Didáticos e Tecnológicos (Rebioterio), a partir da chamada pública promovida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico […]

Previsão de Utilização de Animais – 1º Semestre de 2019 – LIBERADA

Informamos que, as novas solicitações de animais para o 1º semestre de 2019 estão liberadas a partir do dia 03/10/2018. Desta forma, o formulário de previsão de utilização de animais para o primeiro semestre 2019, disponível na página deste biotério – www.inbio.ufms.br – Unidades Técnicas – Biotéro – no Menu Formulários, deverá ser entregue devidamente […]

Resolução CONCEA estabelece regras de bem estar animal em ações de ensino e pesquisa

O Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea) publicou hoje (21/11/2016), no Diário Oficial da União, resolução com os novos procedimentos que devem ser seguidos por instituições que usam roedores em atividades de ensino e pesquisa.